sábado, 3 de outubro de 2009

VMB

Fazia anos que eu não assistia ao Video Music Brasil, relembrei o tempo onde eu assistia deitado no meu sofá-cama preto e branco (de napa). Por curiosidade eu fui até o youtube pesquisar sobre o meu último VMB, só para agregar mais elementos para a história.
Marcos Mion e Supla naquela época estavam no auge da fama Japa Girl. Lembro que teve primos de amigos próximos que compraram o CD do Supla, após o sucesso da casa dos artistas e Mion consagrou os piores clipes do mundo, e põem piores nisso.
Neste ano, um dos momentos que assisti do VMB 09, foi ao show da Pitty, cantando a nova música Me adora (aquele tipo de música que quando cantamos, endereçando para alguém que já partiu, mas promete voltar)
Eu não sei dizer ao certo qual é o meu grau de carinho com a banda ou com a Pitty, mas eles estão muito bem, mesmo cantando músicas chicletes com letras retiradas em livros de auto-ajuda, mas eles deram certo! Eu devo ter umas dez músicas deles na minha playlist, dentre elas, uma que eu considero ser uma das melhores músicas de amor. Equalize!
Não sei qual é a procedência da letra, mas a considero como uma carta de amor, daquelas que a gente conta o segredo da aposta “Às vezes se eu me distraio, se eu não me vigio um instante, me transporto pra perto de você”. Ou como uma amiga diz, assina o contrato! Onde diz que você está ciente que é “Pra poder te gravar em mim”. Mesmo quando “fica me dizendo coisas tão malucas” até porque “nós dois somos iguais”. Claro que assinar o contrato, não significa que não vamos à falência, mas garante certa irmandade, daquelas necessárias. Nunca se sabe quando iremos precisar daquele colo (diferenciado). "E porque quando você me abraça. O mundo gira devagar" É disto que eu estou falando! Entretanto um colo diferenciado não deve estar associado a pessoa que namorados, pelo contrário... Muitas vezes não são esses os "abraços" que sentimos falta. Basicamente é uma equação social, não sentimos falta daquilo que temos apenas daquilo que desejamos ter. Óbvio que nesse caso, já tivemos, sentimos falta e a promessa de um reencontro está sempre pré-agendada!
Acredito que existam pessoas que estão equalizadas à nossa sinfonia. Quando a roda furiosa da vida pega (ou pelo menos encosta) geralmente são elas que são acionadas para nos socorrer das mazelas mundanas. Sim, é um tango!
Eroticamente trágico ou tragicamente erótico. Ainda estou para descobrir o que nos impulsiona para a “freqüência que só a gente sabe”.
--------
Eu sei que estou meio relapso com as minhas postagens e com as visitas nos outros blogs, peço desculpas, mas logo retorno a essa atividade com mais assiduidade.
Dia 30 de setembro recebi do _Gio_ um selo que está ali estampado na minha galeria de selos (já que tenho dois, posso chamar de galeria). Logo abaixo da minha primeira seguidora deste blog (repaginado) Obrigado!

Um comentário:

Phoenix disse...

Gosto da maneira como coloca teus pensamentos,em palavras ternas,doces e ao mesmo tempo, realista.
Tô fascinada pelo teu blog, fico atenta a cada palavra...é mágico!