domingo, 7 de março de 2010

BBB - pt 2

Acabei de ver o ensaio da Cacau no paparazzo e me deu uma vontade de escrever sobre ela, sobre o ensaio ou de forma geral, falar do BBB.
Um ensaio fotográfico romântico, cheio de florzinhas, babados e fitas. Não poderia ser diferente. Cacau é o tipo de mulher que cabe nesta categoria, romântica. Com pitadas de erotismo, por entre saltos, chocolate e morango, Cacau é o tipo de mulher que cabe nesta categoria. Erótica!
Na tentativa de torná-la fatal. A vestem com algo semelhante ao um corsets e divulgam a sua Phoenix, tatuagem que cobre parte das costas. Cacau é o tipo de mulher que cabe na categoria fatal!
Simpática, meiguinha, argumentativa, burra, dissimulada, sagaz, lenta, resistente, perspicaz. Cacau também cabe em todas estas categorias.
Solteira, desencanada, encantou homens e mulheres, dentro e fora da casa. Apaixonou-se, desapaixonou, reapaixonou, desencanou, tentou, levou, participou, enfim! Fez tudo aquilo que estávamos esperando de um participante do BBB.
Cintura fina, siliconada, bunduda, pele clara, corpo perfeito. Cacau mais uma vez se encaixa na categoria. Cozinhava, namorava, lia, malhava, conversava.
Beijou homem e beijou mulher, declarou os dois. Criticou quem duvidou da sua sexualidade, mas não se afastou quando uma mulher estava afim. Bancou o namoro, por mais capenga que fosse.
Escolheu Eliéser. Um típico homem moderno. Loiro, olhos claros, corpo sarado, bonito, horas carismático, horas moleque, hora smart boy, bom de papo e em crise com a sua masculinidade. Passa boa parte do jogo buscando o falo que lhe foi tirado, antes mesmo de entrar na casa.
Banana é assim que o definem.
Também pudera. Com tantas categorias que a Cacau ocupa, sobra pouco espaço para ele circular, mas circulou, de forma capenga e duvidosa, mas circulou.
Conquistá-la já foi um trabalho, preservá-la foi outro. Terminar a série de supino com 100 kilos, também!
Confesso que fiquei decepcionado com o Brasil ao ver a Cacau sendo eliminada. Num paredão conta a Lia e a Dourado, nada contra eles, mas tão pouco a favor. Fiquei impressionado com os argumentos que ouvi nas mídias sobre o motivo da eliminação. Basicamente foram dois pontos principais: o romance não convenceu e ver a cara de decepção do Eliéser.
Sobre romance que não convenceu. Bom, aqui fora tem vários que não me convencem, mas estão juntos! Agora dentro de uma casa onde o confinamento deve ser o mais insuportável, conviver 24h com o seu par romântico não deve ser muito agradável. Dorme junto, acorda junto, toma café junto, almoça, janta, conversa, entendia, convive, entedia mais uma vez, briga, reconcilia, toma banho, lava louça, tudo exatamente igual aqui fora, só que entre quatro muros e não sei quantas câmeras.
Já sobre o Eliéser, deveriam esperar a vez dele, ponto!
Se ela entregasse o colar do anjo era motivo para votar, se ela não entregasse, era também motivos para votar.
Ao entrar na casa, obrigatoriamente você deve saber que será julgado por tudo e todos. Estar em casal, duplica o julgamento, pois o participante obrigatoriamente, responde pelos atos do parceiro. Que neste caso é o Eliéser que está longe de ser referencia. Smarth Boy! Lembram?
É irrelevante tudo isso que levanto, também é meio que sem nexo esse texto que escrevo e também não sinto falta da Cacau na casa. Mas uma coisa é certa e é justamente este ponto que quero levantar. Num BBB onde a diversidade está exposta e imposta. Conhecemos e reconhecemos uma drag queen, um gayzinho e uma lésbica.
Porém ainda não conseguimos identificar uma legítima mulher moderna, quando ela está na nossa frente!
Feliz Dia Internacional da Mulher!

5 comentários:

Martha Helena disse...

Gosto de textos que me "provoquem", que me fazem olhar para outro lado.

Votei na Cacau.Tive meus motivos mas me diverti te lendo.

Me deu "culpinha" por não ter pensado desse jeito. Faz parte!

Cada vez mais concluo que julgamentos nunca são corretos, ou são...cada um com seu ponto de vista, verdadeiro ou não. C'est la vie!

ana paula disse...

Mais que o texto...lindo o coments de Martinha!! Lindo!

Adriana Neumann disse...

Olá!

Cheguei aqui por causa do Thiago Duwe, que disse no Twitter que o meu blog faz lembrar o seu.

Gostei do que li.

Não sei xongas do BBB, mas acho legal a forma como vc escreve. Parabéns!

Continuarei acompanhando.

qualquer menina disse...

que grande texto Vinícius! é por estes e outros que nunca me arrependo de passar aqui, mesmo tendo sempre tanta preguiça de atualizar o ícone antigo e tendo sempre que entrar no blog antigo pra acessar este aqui.
Fui direto ver o ensaio quando vi que era disso que se tratava, antes mesmo de começar a ler, e fiquei encantada. A recém tinha escrito sobre o erotismo e a confusão disso com a vulgaridade. e a cacau, que impecável! sem dúvida o ensaio mais bonito que já vi no paparazzo.. esse o da fernanda souza. erótico e nao vulgar.. lindo!
realmente, a cacau, mulher de verdade, bancando tudo que possam designar, mesmo o rotulo de burra. banca tudo, mulher.
me lembra mais uma passagem do jabor no livro quando ele diz que "elas ostentam um desejo que nao têm e posam como se fossem apenas corpos sem vida interior, de modo a nao incomodar com chateaçoes os homens que as consomem. a pessoa delas nao tem mais um corpo; o corpo é que tem uma pessoa, fragil, tenue, morando dentro dele".
sem duvida cacau foi eliminada pq era um 'corpo sem vida' no programa, como tantas outras o foram, mas quem olha com atençao consegue ver com carinho a menina das fotos do ensaio e enxergar o fragil, o tenue e talvez até o inseguro tornado seguro com os aparatos necessarios.
mas cacau é mulher, sem duvida. e moderna tambem, inclusive nas preocupaçoes. nao pôde escapar.
adorei.

beeijo!

Amanda disse...

Adorei! Já te disse uma vez, mas reforço: ADORO teu jeito de escrever. Merecia um espaço junto aos textos de eliminação do Bial. Gosto da tua linha de raciocinio... segue a mesma que a minha, mas tu tem magia pra expressar! Também me decepcionei quando ela saiu. Sempre tenho a impressão que eu penso ao contrário dos outros, o que me faz pensar que estou errada. Ler teu texto causou um certo "acolhimento" hehe
Parabéns, tá cada vez melhor! Bjão