quarta-feira, 26 de maio de 2010

Ele queria se casar! - Postágem Temática

Dizia que era isto que todo o homem deveria fazer ao completar 28 anos. Planejar o casamento!
Contava ter 28 anos era o suficiente para conseguir se lançar na vida, e que estava na hora de seus projetos serem concretizados de forma sistemática.
Ele queria se casar!
Faculdade de arquitetura concluída, pós graduação terminada, aulas de mandarim matriculadas, carro zero parcialmente pago, uma bela namorada e uma possível entrada num apartamento.
Ele queria se casar!
Dizia que queria alguém que o fizesse sossegar. Sem se dar conta que era o cara mais sossegado que eu conhecia.
Ele queria se casar!
Contava que um homem deveria ter seus filhos antes de ser sugado pelo convidativo mundo do trabalho. Dizia que pagar as contas da casa com alguém seria um grande avanço, sempre destacando que ele pagaria mais. Acreditava que prover a casa era função de um homem na casa dos trinta.
Ficava aflito de pensar que dois anos passavam rápido demais quando se está construindo algo.
Ele queria se casar!
Contava que preparou o seu melhor prato, elaborou com todo o cuidado, arrumou a mesa e decidiu que velas poderiam soar certo exagero da parte dele. Ele não queria isto, ele apenas queria se casar!
Pensou que a aliança na taça era clichê demais para o estilo de mulher que ele ia convidar para ser sua esposa. A mulher que ocuparia o lugar à frente na (sua) mesa. A musa inspiradora para todos os seus árduos dias de trabalho, merecidos dias de descanso. Mãe dos seus mais amados filhos.
Ele queria se casar!
Dizia que pagava as primeiras parcelas do apartamento de dois quarto. Desejava uma casa grande, com dois carros na garagem, jardim, cachorro, crianças e uma piscina de plástico.
Ele queria se casar!
Para poder se sentir amado. Para se sentir pai. Para se sentir homem. Para se sentir Homem.
Ele queria se casar!
Casou.
Ao acordar se deu conta que ele queria se casar. Quem não queria era ela.
Sua mania de querer casar!
__________
Este post faz parte do Blog Sintonizado, com o tema: casamento
Sugestão para o próximo tema: Terça – feira.

5 comentários:

Mariana disse...

Ops. Por isso ele não esperava! Hehe

O texto tem um ritmo! Gostei também da ideia de colocar "ele" como aquele que queria se casar, e não "ela", como geralmente se faz.

Abraço!

Fran disse...

Só tenho uma coisa a te dizer: POXA!

Divagações, pão e circo disse...

Vou concordar com a Mariana. A inversão dos comportamentos sociais que se espera "dele" e "dela foi genial. Parabéns!

qualquer menina disse...

ahahaha..
muito bom! que triste eu rir do pobre coitado.. mas foi inevitável!
o que ele não percebeu.. é que o que importa não é tanto o objetivo final, ou o casar, mas a caminhada!
se ele fez uma boa caminhada, um bom percurso, pouco importa se casou ou não ou se o casamento durou ou não..
mas ele vai aprender! com certeza!

beijoo, saudade vini!

Rosana Tibúrcio disse...

Ele queria e via tudo tão ideal e interessante, pra ele; só não percebeu o óbvio: o casal.